terça-feira, 19 de março de 2019

Mortos em Moçambique passam de 300 após ciclone

Número de vítimas de ciclone em Moçambique e Zimbábue deve 'crescer significativamente', alerta Cruz Vermelha



Presidente moçambicano fala em aproximadamente mil vítimas; 600 mil pessoas foram afetadas e 100 mil precisam ser urgentemente resgatadas. Passagem de ciclone na quinta deixou mais de 300 mortos nos dois países; há centenas de desaparecidos.















O número de mortos após a passagem do ciclone Idai por Moçambique e Zimbábue deve "crescer significativamente", alertou a Cruz Vermelha nesta terça-feira (19). O presidente moçambicano, Filipe Nyusi, disse em entrevista para uma rádio estatal que o número de vítimas pode chegar a mil.
O ciclone atingiu o centro de Moçambique na noite de quinta-feira (14) e avançou rumo ao Zimbábue e o Malaui, destruindo tudo em sua passagem: estradas, escolas, casas, lojas, hospitais e até mesmo uma represa.
O número de mortes confirmadas até segunda-feira (18), segundo balanço divulgado pela agência de notícias France Presse, estava acima de 200 em Moçambique e era de ao menos 100 no Zimbábue, totalizando mais de 300 mortes nos dois países.

"Já temos mais de 200 mortos e cerca de 350 mil pessoas estão em perigo", disse o presidente moçambicano, Filipe Nyusi. "Estamos em uma situação extremadamente difícil".
O governo disse que 600 mil pessoas foram afetadas e 100 mil precisam de ser urgentemente resgatadas perto da cidade de Beira, a segunda maior de Moçambique, informou a BBC.
De acordo com um comunicado divulgado pelo arcebispo do município, estima-se que cerca de 140 mil famílias tenham tido prejuízos, das quais entre 10% e 20% perderam tudo. Beira e seu arredores ficaram 90% danificados ou destruídos.

"Não temos números claros sobre mortos, mas estamos olhando para áreas enormes que estão debaixo d'água. Estamos vendo quilômetros de aldeias sob vários metros de água", afirmou Gerard Burke, do Programa Mundial de Alimentos da ONU.
No Zimbábue, o ministro July Moyo afirmou que ainda é necessário confirmar os números de mortos e que há pelo menos 217 desaparecidos.
"O número total, nos disseram que poderia ser 100, alguns dizem que podem ser 300. Mas não podemos confirmar esta situação", disse.

Imagens de satélite

A Cruz Vermelha trabalha com a Nasa e a Agência Espacial Europeia para obter imagens de satélite que possam ajudar no resgate de vítimas. As três organizações operam juntas para "ter uma visão completa da área e do número de pessoas presas lá", disse à Reuters Caroline Haga, da Cruz Vermelha.

Resgates

Em Moçambique, uma zona de 100 quilômetros de extensão está totalmente inundada, segundo o ministro do Meio Ambiente, Celson Correia.
Existe um "oceano" isolando completamente muitos povoados, disse à AFP um trabalhador humanitário que não quis se identificar.
Além disso, a capacidade de algumas represas está se aproximando de seu nível máximo, indicaram várias ONGs.
O presidente Nyusi pediu para aqueles que vivem perto de rios na região que "deixam a área para salvar suas vidas", porque as autoridades poderiam não ter outra escolha senão abrir as barragens, apesar de as terras já estarem inundadas.
Tanto em Moçambique como no Zimbabué, muitas pontes e estradas foram arrasadas pela água, complicando as operações de socorro.
Em botes infláveis ou em helicópteros, os trabalhadores humanitários continuavam a socorrer as pessoas que se refugiaram em árvores e telhados.
"Nas árvores, as pessoas têm de lidar com cobras, insetos, animais", disse à AFP Ian Scher, presidente da organização sul-africana Rescue SA, que participa das operações de socorro em Moçambique.
Mas as operações são complicadas pela falta de helicópteros.
"Salvamos aqueles que podemos, mas muitos vão morrer", advertiu Scher em Beira, uma cidade do centro de Moçambique. "Temos que tomar decisões difíceis. Às vezes podemos salvar apenas duas pessoas a cada cinco. Às vezes deixamos comida e vamos socorrer outras pessoas em maior perigo", explicou.


Fonte:G1
Por:Gusta4321






Brasil perderá certificado de erradicação do sarampo após novo caso registrado

Brasil perderá certificado de erradicação do sarampo após novo caso registrado

Ministério da Saúde enviou comunicado para a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) nesta terça-feira (19).


O Brasil perderá o certificado de erradicação do sarampo após a confirmação de mais um caso endêmico, ou seja, dentro do território brasileiro em 23 de fevereiro no Pará. As informações foram divulgadas pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (19).

O ministério notificou o caso para a Organização Pan Americana da Saúde (OPAS) e informou que já trabalha para controlar a doença e obter novamente o status de país livre do sarampo. O Brasil viveu um surto da doença em 2018 com mais de 10 mil casos registrados especialmente no Amazonas e em Roraima.
"Nosso plano consiste em encaminhar medidas importantes ao Congresso Nacional, como a exigência do certificado de vacinação, não impeditiva, de ingresso na escola e no serviço militar. Reforçaremos, ainda, o monitoramento da vacinação, por meio dos programas de integração de renda e como norma para os trabalhadores de saúde”, disse o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta.

Mais de 10 mil casos

Em janeiro de 2019, o Brasil tinha três estados com surto da doença: Amazonas, Roraima e Pará. Entre fevereiro de 2018 e fevereiro de 2019, o país registrou 10.374 casos. O pico foi atingido em julho de 2018, com 3.950 casos.
Até 19 de março, houve confirmação laboratorial de 48 casos de sarampo no Brasil. Destes, 20 estão relacionados a casos importados e 28 a casos endêmicos, sendo 23 no Pará e cinco no Amazonas.

Perda do certificado

O critério estabelecido para a retirada do certificado de erradicação é a incidência de casos confirmados do mesmo vírus durante 12 meses. Segundo a OMS, a primeira pessoa infectada dentro do território brasileiro ocorreu em 19 de fevereiro de 2018.
O certificado foi concedido ao Brasil pela Organização Pan Americana de Saúde (OPAS/OMS), em 2016.
O Brasil tem um modelo considerado exemplar quando o assunto é o calendário de vacinação, mas a oferta de vacinas no SUS não tem sido suficiente para garantir a taxa desejável de cobertura vacinal da população.
Por causa disso, em 2017 o país teve o menor índice de vacinação em crianças menores de um ano em 16 anos. Todas as vacinas recomendadas para adultos estão abaixo da meta de cobertura ideal.

Fonte: G1
Por:Gusta4321 

domingo, 27 de janeiro de 2019

Israel posta imagens dos militares que ajudarão em Brumadinho

Presidente Bolsonaro aceitou ajuda ofertada por ministro israelense

As Forças Armadas de Israel postaram imagens dos preparativos dos militares que devem chegar após o meio-dia no Brasil para ajudar no resgate das vítimas da tragédia de Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte (MG). Na conta pessoal, há posts com a Bandeira do Brasil, das reuniões e do grupo que virá para o Brasil.
Em relação à fotografia em que aparecem cerca de 130 homens e mulheres militares, a frase diz que: “Cento e trinta soldados da IDF [Forças Armadas de Israel] acabaram de decolar para o Brasil. Salvar vidas não é sobre o tamanho da distância, é sobre o quanto você está disposto a ir.”
Também há uma fotografia da reunião que antecedeu a viagem. “Momentos antes de seu avião decolar para o Brasil, nossa delegação está fazendo alguns preparativos finais para essa importante missão.”
No Twitter, os militares indicam estar informados sobre a tragédia. “Estamos nos preparando para enviar uma delegação de ajuda humanitária das FDI para o Brasil após o colapso da barragem que deixou centenas de desaparecidos.”
Ontem (26) no Twitter, na sua conta pessoal, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, detalhou a conversa que teve com o presidente Jair Bolsonaro ao oferecer ajuda.
“Eu ofereci que Israel enviaria ajuda para o local do desastre e ajudaria na busca de sobreviventes. Ele me agradeceu e aceitou minha oferta. Nós concordamos que uma missão israelense sairia dentro de 24 horas.”
Fonte: Agência Brasil

Cerca de 24 mil pessoas estão sendo evacuadas em Brumadinho

Foto: Washington Alves/Reuters
Cerca de 24 mil pessoas estão sendo evacuadas pelos bombeiros das áreas sob risco em Brumadinho (MG). A informação foi divulgada pelo porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, tenente Pedro Aihara. Às 5h30, uma sirene alertou para o risco de rompimento de uma nova barragem da Mina Córrego do Feijão, a Barragem VI.
Entre as áreas sob risco estão Parque da Cachoeira, Pires e Bairro Novo Progresso. “As áreas para onde as comunidades estão sendo levadas são as áreas previstas no plano de ação de emergência da barragem. O Corpo de Bombeiros permanece com todas as aeronaves de prontidão, para se for necessário deslocar equipes ou mesmo realizar ações de resgate e salvamento”, disse o tenente.
Segundo o porta-voz, por enquanto, os bombeiros estão focando seus esforços na evacuação e, por isso, os trabalhos de busca e salvamento de vítimas da Barragem 1, que rompeu na última sexta-feira (25).

Agência Brasil

Comitiva acompanhará Bolsonaro durante internação para cirurgia

A cirurgia será de reconstituição intestinal e retirada da bolsa de colostomia, acoplada em seu corpo após facada que levou em Juiz de Fora
O presidente Jair Bolsonaro contará com um seleto grupo de apoio durante internação, nesta semana, no Hospital Alberto Einstein.
A comitiva que viaja com ele para São Paulo inclui a primeira-dama Michelle Bolsonaro, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno Ribeiro, o porta-voz do Planalto, Otávio Santana de Rêgo Barros, o chefe de gabinete Pedro César Nunes e seguranças.
Bolsonaro se internará no hospital para uma cirurgia de reconstituição intestinal e retirada da bolsa de colostomia, acoplada em seu corpo após facada que levou em Juiz de Fora, em setembro.
Agência Estado

Corpo de Bombeiros diz que número oficial de mortos em Brumadinho subiu para 37

O tenente-coronel Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, informou hoje, 27, há pouco, que o número oficial de mortos com o rompimento da barragem em Brumadinho (MG) subiu de 34 para 37 e que 192 pessoas foram resgatadas. Segundo o Corpo de Bombeiros, cerca de 24 mil pessoas foram afetadas de algum modo pelo rompimento da barragem
Em entrevista ao canal de TV GloboNews, Aihara reforçou o pedido para a evacuação da população da região de Brumadinho com urgência devido ao risco de rompimento da barragem número seis. “O risco iminente de rompimento realmente existe”, disse Aihara.
“As pessoas devem abandonar as suas casas e devem se dirigir aos pontos de encontro”, acrescentou. Os pontos de encontro para quem deve abandonar suas casas em Brumadinho são: Igreja Matriz, Morro do Querosene e a delegacia de polícia. Segundo ele, os trabalhos de busca foram interrompidos devido ao risco de rompimento da barragem número seis.
Estadão Conteúdo

ELEIÇÕES 2020 JÁ AGITAM BASTIDORES DA POLÍTICA COM POSSÍVEIS CANDIDATOS A PREFEITO DE PEDRA GRANDE/RN.

Resultado de imagem para pedra grande rn
O foco atual agora é as eleições 2020 quando serão eleitos prefeitos e vereadores em todo o País. E, podem acreditar, já tem muitos que estão de olho nesse pleito.
FORTE CANDIDATO
Em Pedra Grande, segundo as PEDRINHAS de bastidores, um dos prováveis candidatos a prefeito em 2020 é o presidente da câmara, Pedro Henrique. Tais comentários, não confirmados pelo dito cujo, foram ouvidos durante as festividades de aniversário do mesmo, realizado na semana passada na Praia de Enxu Queimado. Pedro Henrique é filiado ao PSD.
OUTROS NOMES FORTES
Outro nome forte que, segundo comentários, também mira a prefeitura de Pedra Grande em 2020 é o advogado, filho da terra, Dr. Rafael Lopes, que já foi procurador geral deste município e provavelmente terá o apoio da governadora do estado. Já Felipe Vitor, que já concorreu ao cargo por duas vezes, ainda não teria desistido do sonho de governar Pedra Grande. Na mesma intenção, também estariam Leomar, o atual vice-prefeito Virgínio Gabí, o vereador Dr. Júnior e a ex-vereadora Luciene Tonico.

Fonte: Blog do André Correia

Juíza endurece prisão de Lula e reduz visitas de Haddad e de religiosos

SEM VISITA

Luiz Inácio Lula da Silva não pode mais receber visitas de Fernando Haddad – seu substituto na disputa à Presidência de 2018 – em qualquer dia da semana, nem mais receber visitas de lideres religiosos toda tarde de segunda-feira, em sua cela especial na sede da Polícia Federal, em Curitiba. Em decisão desta sexta-feira, 25, a juíza federal Carolina Lebbos Moura endureceu as condições do ex-presidente no cárcere. O petista está preso desde 7 de abril de 2018, no berço da Operação Lava Jato, condenado a 12 anos e um mês de prisão.
“Claramente não se vislumbram indicativos da necessidade e utilidade na defesa dos interesses do executado na condição de pré-candidato. Como visto, a sua candidatura foi substituída pelo próprio partido. As eleições, ademais, já se findaram, não tendo a defesa comprovado nos autos a existência de processo ou qualquer medida concreta impugnativa que efetivamente conte com a atuação do procurador em questão.”
Responsável pela execução da pena de Lula, a juíza substituto da 12.ª Vara Federal, acolheu parecer do Ministério Público Federal (MPF) e caçou os dois “benefícios” que o petista gozava na prisão. Ela cancelou o direito especial para que Haddad fosse nomeado como defensor jurídico do ex-presidente – o ex-prefeito de São Paulo é bacharel em Direito – e ainda determinou que as visitas todas as segundas-feiras fossem suspensas. Agora, o petista terá direito a um visita religiosa por mês, como os demais encarcerados que estão na PF.
A juíza registra que a “procuração outorgada a Fernando Haddad” data de 3 de julho de 2018 e confere poderes “amplos para atuação em juízo ou fora dele (extensão)” do ex-prefeito de São Paulo “especialmente para a adoção das medidas necessárias para assegurar os direitos do outorgante na condição de pré-candidato à Presidência (finalidade)”.
E que a decisão desta sexta-feira “se restringe à impossibilidade” de Fernando Haddad de visitar Lula “na qualidade de procurador” – o que lhe permitia ir até a carceragem todos os dias úteis da semana.
“Efetivamente se vislumbra o término da eficácia do mandato outorgado. Logo, não se pode autorizar a visitação do outorgado na condição de representante do ora apenado”, decidiu a juíza.
“Ainda que se mantivesse a eficácia do mandato – o que se cogita exclusivamente para fins argumentativos – não se identificou qual seria a necessidade e utilidade jurídicas de contato direto e constante de Fernando Haddad com o apenado.”
A magistrada voltou a destacar que “as prerrogativas da advocacia, que se destinam à efetiva proteção do cidadão, não podem nem devem ser invocadas e/ou utilizadas em abuso de direito, com o propósito de burlar as regras e controles da unidade prisional”.
Amigo
Haddad poderá visita Lula à partir de agora somente às quintas-feiras. “Não há aqui vedação à visitação ao detento, desde que observado o regime próprio das visitas sociais.”
Preso principal da Lava Jato, Lula teve o direito a condições especiais em sua cela – um antigo dormitório de policiais, com banheiro privativo e sem grades, improvisada na PF a pedido do então juiz federal Sérgio Moro. Uma delas é o direito a receber visitas de amigos em dia especial. Toda quinta-feira, por uma hora, o petista pode ver dois amigos, meia hora cada.
Em seis meses de prisão, Lula recebeu 572 visitas em sua cela especial montada na PF. Haddad visitou 21 vezes o ex-presidente nesse período. A reunião com o ex-presidente foi o primeiro compromisso de campanha petista no segundo turno.
Lula, mesmo preso e inelegível, tentou disputar as eleições. O PT registrou Lula como candidato e Haddad como vice, mas o pedido foi indeferido no dia 31 de agosto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).Estadão Conteúdo

GOVERNO DE MG CONFIRMA AO MENOS 7 MORTOS EM TRAGÉDIA EM BRUMADINHO

O governo de Minas Gerais confirmou na noite desta sexta-feira, 25, que pelo menos sete pessoas morreram atingidas pelo rompimento de uma barragem da Vale em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. Ainda não há identificação das pessoas que morreram.
Segundo o governo, foram retiradas nove pessoas com vida da lama e cerca de 100 pessoas ilhadas foram resgatadas. Dados repassados pela Vale ao governador de Minas, Romeu Zema (Novo), indicaram que havia 427 pessoas no local – e 279 foram resgatadas vivas.
Segundo o governo, são cerca de 150 pessoas desaparecidas vinculadas à empresa.
Quase 100 bombeiros foram deslocados para a região para buscar pessoas desaparecidas. O contingente, segundo o governo de Minas Gerais, será dobrado a partir da madrugada deste sábado, 26.
‘Dano humano será maior’
Em entrevista nesta sexta-feira, o presidente da Vale, Fabio Schvartsman, se disse “arrasado”. “Dessa vez o dano ambiental será muito menor que em Mariana, mas o humano será maior”, disse Schvartsman, recém-chegado de Davos, na Suíça.
Schvartsman se refere ao rompimento de uma barragem da Samarco em Mariana (MG), em novembro de 2015. A lama atingiu o distrito de Bento Rodrigues, matando 19 pessoas.

Estadão Conteúdo

MEC divulga amanhã os resultados do Sisu

O Ministério da Educação (MEC) divulga amanhã (28) o resultado Sistema de Seleção Unificada (Sisu), pela internet e pelo aplicativo do Sisu. Os estudantes que não foram selecionados podem participar da lista de espera a partir de terça-feira (29).
Aqueles que foram selecionados devem fazer a matrícula nas instituições de ensino no período de 30 de janeiro a 4 de fevereiro. Os estudantes devem ficar atentos aos dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em seu edital próprio.
Quem não foi selecionado pode ainda participar da lista de espera. A adesão pode ser feita na página do Sisu a partir desta quarta-feira até o dia 5 de fevereiro. Esses alunos serão convocados pelas próprias instituições de ensino a partir do dia 7 de fevereiro.
A principal novidade deste ano é que os estudantes que forem selecionados em qualquer uma das duas opções feitas na hora da inscrição não poderão participar da lista de espera. Até o ano passado, aqueles que eram selecionados na segunda opção podiam ainda participar da lista e ter a chance de ser escolhido na primeira opção.
Ao todo, o Sisu oferece, nesta edição, 235.461 vagas em 129 instituições públicas de todo o país. Puderam se inscrever no programa os estudantes que fizeram o Enem 2018 e obtiveram nota acima de zero na prova de redação. Segundo o MEC, 3,5 milhões de estudantes preencheram os requisitos.
Agência Brasil

Rodada dupla movimenta Arena das Dunas neste domingo; ingressos estão à venda

Resultado de imagem para arena das dunas
A Arena das Dunas recebe neste domingo dois jogos pela quinta rodada do Campeonato Potiguar. Santa Cruz de Natal x Assu, às 15h, e América-RN x Globo FC, às 17h20, são os confrontos e o torcedor terá acesso com um único ingresso. Os ingressos de arquibancada estão à venda a R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia/convênios) até sábado. No dia do jogo, os valores passam para R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia/convênios). As cadeiras premium custam R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia) de forma antecipada, e depois aumentam para R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia).
Além do site da Arena das Dunas, os bilhetes podem ser adquiridos na Sport Master (Midway Mall, Cidade Jardim e Zona Norte), Gol Store Mania (Avenida Prudente de Moraes), ERK (Tirol) e sede do América (Tirol). No dia do jogo, a bilheteria 1 do portão T estará aberta, a partir das 10h, para a venda de ingressos da torcida do Santa Cruz, Assu e Globo FC; e a bilheteria 2 do portão L para o América.
Os portões da Arena serão abertos às 14h para o torcedor. As torcidas de Santa Cruz, Assu e Globo FC entram pelo Portão A, enquanto a torcida do América tem a opção dos portões M, N e Q. O portão D será reservado para a torcida mista e cadeiras premium.
Arbitragem
A Federação Norte-rio-grandense de Futebol confirmou a arbitragem para a rodada dupla deste domingo. Zandick Gondim Alves Junior apita jogo Santa Cruz x Assu, e Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro dirige América-RN x Globo FC.
Globoesporte.com

MPF NEGA PEDIDO DE CASSAÇÃO DO MANDATO DE ZENAIDE MAIA

O Ministério Público Federal (MPF), que tem sua atuação por parte do Ministério Público Eleitoral (MPE), emitiu uma nota curta, mas esclarecendo que não houve qualquer pedido de cassação do mandato de Zenaide Maia, como senadora pelo Rio Grande do Norte.
A informação começou a circular em aplicativos de mensagens de texto após o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) confirmar, em julgamento do Pleno esta semana, a reprovação das contas de campanha de Zenaide.
Confira a nota na íntegra
Nota de esclarecimento – Zenaide Maia
O Ministério Público Federal esclarece que não procede a informação de que o MP Eleitoral teria pedido a cassação do mandato da senadora Zenaide Maia.

ROMPIMENTO EM BRUMADINHO PODE TER MAIS VÍTIMAS QUE EM MARIANA

Equipe do Comitê de Crise criado para acompanhar o rompimento das barragens de Brumadinho, em Minas, avalia que o desastre do início desta tarde de sexta-feira (25) pode ter proporções maiores do que o acidente ocorrido há três anos, em Mariana. Segundo o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, o número de desparecidos e possíveis vítimas é estimado entre 200 e 300 pessoas.
Com o rompimento das duas barragens, o risco é de que 1 milhão de litros de resíduos de mineração sejam lançados no meio ambiente. Uma quantidade menor do que os 50 milhões lançados no desastre de Mariana. O problema, no entanto, é de que o acidente desta vez atingiu a parte administrativa da Companhia Vale do Rio Doce. Trabalham na unidade 613 pessoas, em três turnos, além de 28 profissionais terceirizados. O receio é de que o número de vítimas no acidente de hoje seja bem mais elevado, sobretudo de funcionários da empresa.
A equipe também acompanha o risco de os dejetos atingirem o Rio Paraopeba. Caso esse cenário se concretize, há a possibilidade de o abastecimento de Belo Horizonte ser atingido. Uma operação de emergência, para envio de água para áreas afetadas pelo abastecimento, já começa a ser desenhada.
O portal do Sistema Opinião

PREFEITOS DISCUTEM SOBRE CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SANEAMENTO DO MATO GRANDE.

Foto: Whatsapp
Prefeitos da Região do Mato Grande estiveram reunidos nesta sexta-feira (25), no município de Touros, para tratar assuntos do Consórcio Intermunicipal de Saneamento do Mato Grande.
Nessa reunião estavam presentes o Prefeito Renato (São Miguel do gostoso), Assis (Touros), Marina (Jandaíra), Bastinho (Taipu), Carlinhos (Parazinho), Naldo (Galinhos), Manoel e a Vice Prefeita Aninha (João Câmara), e o secretário de Turismo de Pedra Grande, Chicão representando o município. 
O Consórcio Público Intermunicipal de Saneamento Básico da Região do Mato Grande (CISMAG), é composto por 11 municípios potiguares (Touros; São Miguel do Gostoso; Jandaíra; Parazinho; Bento Fernandes; Pureza; Pedra Grande; Jardim de Angicos; São Bento do Norte; João Câmara e Caiçara do Norte). O CISMAG tem por objetivo promover a extinção dos lixões, através da construção de um aterro sanitário, para atender os municípios membros, no tocante ao destino adequado dos seus resíduos